Natal - Celebrar ou Não?




Faz alguns anos que ouvimos nos meios Cristãos o alerta contra a festa que conhecemos de Natal, alegando sua origem pagã e sua relação Babilônica,tem a ver com a festividade da brunária pagã (25 de dezembro), que seguia a Saturnália (17-24 de dezembro) celebrando o dia mais curto do ano e o “Novo Sol”…

Essas festividades pagãs eram acompanhadas de bebedices e orgias… Pregadores cristãos do ocidente e do oriente próximo, protestaram contra a frivolidade indecorosa com que se celebrava o nascimento de Cristo, enquanto os cristãos da Mesopotâmia acusavam os irmãos ocidentais de idolatria e de culto ao Sol, por aceitarem como Cristã a festividade pagã. Ora o imperador Constantino Cristianizou o novo mundo de sua época assim também o fez com as festividades pagãs, mas vejamos os lados positivos e negativos do Natal.


Com a demonização do Natal em vários seguimentos evangélicos, o resultados são famílias divididas, e igrejas julgando outras. Em minha família tenho pessoas que não celebram o Natal pelo motivo histórico, consequentemente aqueles que não são salvos na família e celebram o Natal por motivos culturais, dão por descrédito aqueles que não celebram, ou seja, a oportunidade de testemunho, comunhão familiar, ou evangelismo está quebrada ali mesmo.
Precisamos entender que “onde o pecado abundou, superabundou a graça;Para que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reinasse pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor.” Romanos 5:20-21


Se limitarmos nossas atitudes pelas origens, assim então devemos nos afastar daqueles que foram Homossexuais, Prostitutos, Drogados, Ladrões, pois mesmo sendo crentes hoje tiveram uma origem pagã... que diria pelas igrejas que hoje habitam ex-cines pornôs, casas de shows, bares e outros lugares antes pagãos!

A realidade é que geralmente os extremistas com este assunto Natalício são exatamente aqueles que mais julgam, caindo assim no pecado maior que o de se abster da celebração. “Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados. Lucas 6:37

O problema da origem vai tão longe quanto o de deixar de comer o pão da padaria por descobrir que o padeiro praticava ocultismo, ou a cozinheira era mãe de santo, que crise, melhor seria se neste momento fossemos direto pro céu! “Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu do mundo não sou.” João 17:15-16

O Natal em sua origem pagã para infelicidade do inferno perdeu o foco para o nascimento do Salvador do mundo, não vemos nenhuma passagem na Bíblia que nos leva a comemorar o nascimento de Cristo, assim como não encontramos nenhuma passagem na Bíblia que nos indica a comemorar o meu e o teu aniversário... os lideres que extremamente gritam contra o Natal têm não somente seu dia comemorado, mas muitos outros em seu calendário... não podemos esquecer que fomos gerados em pecado... "Em pecado eu fui gerado, e em pecado me concebeu a minha mãe". Salmos 51:5 "Pois todos pecaram...". Romanos 6:23. Pobre de nós que temos uma origem pecadora, mas o que a Graça não faz? Deus pode tudo, onde abundou o pecado, superabundou a graça!!

Amado faça que aquela guitarra que você têm e era usada para tocar em concertos mundanos, soar um doce som ao Senhor, use aquele computador que você usava para ver pornografia, uma ferramenta de crescimento espiritual e evangelismo, o seu corpo inteiro que antes era entregue à Satanás, ser totalmente entregue ao Espírito Santo de Deus, e o mais importante neste tema, faça que o Natal, seja a data que você mais ganhou almas pois colocou o nascimento do menino Deus em extrema evidência!!



Um Feliz Natal à Todos!
Pr.Edu Ribeiro

2 Response to "Natal - Celebrar ou Não?"

SARA OLIVEIRA:: disse...

Muito legal mesmo! Tinha umas certaz duvidas com respeito ao Natal...
Só uma pergunta: e os enfeites?

SARA OLIVEIRA:: disse...

dá uma visitada n meu blog?
http://diferenteeanormal.blogspot.com