A Ciência a Bíblia e os Dinossauros


Me parece que a Ciência a cada dia "se" surpreende com seus deslizes.... À alguns anos atráz foi comprovado que o Carbono 14 não era tão validável assim, foram encontrados erros em seus resultados, para quem não sabe o Carbono 14 é usado para conhecer a idade dos restos encontrados por arqueólogos.

Uma mais recente descoberta pode provar que os dinossauros não foram instintos pela queda de um grande meteóro. Segundo tese os dinossauros foram extintos da Terra há milhões de anos atrás, por causa de drásticas alterações climáticas ou pelo choque de um meteorito com a Terra. Alguns pesquisadores, entretanto, dizem que algumas espécies continuaram a viver em partes remotas do planeta.

A imagem acima é do tempo Ta Prohm, construído em 1186 pela civilização Khmer e localizado em uma selva no Camboja. Numa parede está entalhada uma imagem que parece ser a de um Estegossauro, dinossauro que viveu na América do Norte e teoricamente sumiu há cerca de 155 milhões de anos atrás. Moradores vizinhos do templo afirmam que preservaram tradições a respeito da criatura até pouco tempo atrás.

Será que o estegossauro (imagem acima) sobreviveu à explosão que atingiu a Terra há 65 milhões de anos, mais duas Eras do Gelo, até chegar a ser cultuado por cambojanos?

Vale a pena lembrar que no livro de Jó encontramos a descrição do que muitos teólogos acreditam ser um dinossauro ( Por favor, a asemelhação com Hipopótamo ou Crocodilo não encaixa nesta passagem...Não mesmo!)

Jó 40

15 ¶ Contemplas agora o beemote, que eu fiz contigo, que come a erva como o boi.
16 Eis que a sua força está nos seus lombos, e o seu poder nos músculos do seu ventre.
17 Quando quer, move a sua cauda como cedro; os nervos das suas coxas estão entretecidos.
18 Os seus ossos são como tubos de bronze; a sua ossada é como barras de ferro.
19 Ele é obra-prima dos caminhos de Deus; o que o fez o proveu da sua espada.
20 Em verdade os montes lhe produzem pastos, onde todos os animais do campo folgam.
21 Deita-se debaixo das árvores sombrias, no esconderijo das canas e da lama.
22 As árvores sombrias o cobrem, com sua sombra; os salgueiros do ribeiro o cercam.
23 Eis que um rio transborda, e ele não se apressa, confiando ainda que o Jordão se levante até à sua boca.
24 Podê-lo-iam porventura caçar à vista de seus olhos, ou com laços lhe furar o nariz?

Agora veja o que poderia ser a descrição de um "Dragão", muitos Teólogos dizem se tratar do Crocodilo, mas existem crocodilos com estas características??? Se sim coitado do Crocodilo Dundee...

1 ¶ Poderás tirar com anzol o leviatã, ou ligarás a sua língua com uma corda?
2 Podes pôr um anzol no seu nariz, ou com um gancho furar a sua queixada?
3 Porventura multiplicará as súplicas para contigo, ou brandamente falará?
4 Fará ele aliança contigo, ou o tomarás tu por servo para sempre?
5 Brincarás com ele, como se fora um passarinho, ou o prenderás para tuas meninas?
6 Os teus companheiros farão dele um banquete, ou o repartirão entre os negociantes?
7 Encherás a sua pele de ganchos, ou a sua cabeça com arpões de pescadores?
8 Põe a tua mão sobre ele, lembra-te da peleja, e nunca mais tal intentarás.
9 Eis que é vã a esperança de apanhá-lo; pois não será o homem derrubado só ao vê-lo?
10 Ninguém há tão atrevido, que a despertá-lo se atreva; quem, pois, é aquele que ousa erguer-se diante de mim?
11 ¶ Quem primeiro me deu, para que eu haja de retribuir-lhe? Pois o que está debaixo de todos os céus é meu.
12 Não me calarei a respeito dos seus membros, nem da sua grande força, nem a graça da sua compostura.
13 Quem descobrirá a face da sua roupa? Quem entrará na sua couraça dobrada?
14 Quem abrirá as portas do seu rosto? Pois ao redor dos seus dentes está o terror.
15 As suas fortes escamas são o seu orgulho, cada uma fechada como com selo apertado.
16 Uma à outra se chega tão perto, que nem o ar passa por entre elas.
17 Umas às outras se ligam; tanto aderem entre si, que não se podem separar.
18 Cada um dos seus espirros faz resplandecer a luz, e os seus olhos são como as pálpebras da alva.
19 Da sua boca saem tochas; faíscas de fogo saltam dela.
20 Das suas narinas procede fumaça, como de uma panela fervente, ou de uma grande caldeira.
21 O seu hálito faz incender os carvões; e da sua boca sai chama.
22 No seu pescoço reside a força; diante dele até a tristeza salta de prazer.
23 Os músculos da sua carne estão pegados entre si; cada um está firme nele, e nenhum se move.
24 O seu coração é firme como uma pedra e firme como a mó de baixo.
25 Levantando-se ele, tremem os valentes; em razão dos seus abalos se purificam.
26 Se alguém lhe tocar com a espada, essa não poderá penetrar, nem lança, dardo ou flecha.
27 Ele considera o ferro como palha, e o cobre como pau podre.
28 A seta o não fará fugir; as pedras das fundas se lhe tornam em restolho.
29 As pedras atiradas são para ele como arestas, e ri-se do brandir da lança;
30 Debaixo de si tem conchas pontiagudas; estende-se sobre coisas pontiagudas como na lama.
31 As profundezas faz ferver, como uma panela; torna o mar como uma vasilha de ungüento.
32 Após si deixa uma vereda luminosa; parece o abismo tornado em brancura de cãs.
33 Na terra não há coisa que se lhe possa comparar, pois foi feito para estar sem pavor.
34 Ele vê tudo que é alto; é rei sobre todos os filhos da soberba.

Pr.Edu Ribeiro

Parafraseado da reportagem do Blog Galileu.

2 Response to "A Ciência a Bíblia e os Dinossauros"

carla disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Wscitrin Junior disse...

Ok, achar que era um crocodilo é fantasia. Tá na cara que era um dinossauro que cuspia fogo. o_o"